terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Como calcular o perímetro de um círculo


O perímetro de uma figura é o comprimento da linha que o delimita. Num polígono, o perímetro é dado pela soma de todos os seus lados. Já num círculo, o perímetro será o comprimento da circunferência que a delimita. De seguida podes aprender como calcular o perímetro de um círculo. 


Perímetro de um círculo

Se em casa medires com uma fita métrica a medida da superfície lateral de vários cilindros, e depois, dividires esse valor pelo diâmetro do círculo da sua base, irás chegar à conclusão que o quociente será muito idêntico em todos os casos: um valor um pouco superior a 3. Na realidade, se medires com rigor, o valor é constante, ou seja, sempre igual. 

Ao quociente entre o perímetro de um círculo e o seu diâmetro dá o nome de número Pi ou p. (Para saberes mais sobre o número Pi, clica AQUI).

p é um número infinito não periódico, igual a 3,14159265358979... Geralmente, nos cálculos matemáticos é utilizado o arredondamento 3,14 ou 3,1416.

Assim, o perímetro de um círculo obtém-se multiplicando o valor de p e o diâmetro do círculo.


Como calcular o perímetro de um círculo

A fórmula para calcular o perímetro de qualquer círculo é a seguinte:


Perímetro do círculo = x diâmetro



Por exemplo:



Perímetro do círculo = p x d = 3,14 x 20 = 62,8 cm

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Sólidos platónicos


Os sólidos platónicos são poliedros formados por polígonos geometricamente iguais, e onde em cada vértice se encontrem sempre o mesmo número de faces. O sólido platónico mais conhecido é o cubo. Este é um prisma com as suas faces todas geometricamente iguais, e onde em cada vértice se encontram sempre 3 faces.


Existem 5 sólidos platónicos: o tetraedro, o cubo (ou hexaedro), o octaedro, o dodecaedro e o icosaedro. Nos tempos antigos estes sólidos foram muito estudados, tendo sido associados aos elementos clássicos: ar (octaedro), terra (cubo), água  (icosaedro) e fogo (tetraedro). Ao dodecaedro, por ter uma forma muito próxima à da esfera, foi associado a noção de Universo.

Tetraedro


Cubo ou hexaedro

Octaedro


Dodecaedro

Icosaedro


Imagens da autoria de Peter Steinberg

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Como calcular o apótema de um polígono regular


O apótema é o segmento de reta que une o centro geométrico de um polígono regular (polígono com os lados todos iguais) ao centro de um dos lados, sendo o apótema perpendicular a esse lado. O número de apótemas de um polígono regular é igual ao número de lados.

Apótema de um hexagono - imagem de Wrtlprnft


Como calcular o apótema de um polígono regular


Existem fórmulas específicas para calcular o apótema de cada polígono regular. Contudo, existe uma fórmula que pode ser aplicada a qualquer polígono regular. A fórmula para calcular o apótema de qualquer um dos polígonos regulares é a seguinte:


r - raio (distância do centro geométrico a qualquer vértice do polígono regular);
l - lado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ajude-nos a divulgar o nosso blog. Clique no botão abaixo.